Economia

Sociedade Musical Carlos Gomes é restaurada em Laguna (SC)

Foram 16 meses afastados de uma das casas que faz pulsar a música no Centro Histórico de Laguna (SC). Agora, os integrantes da banda centenária Sociedade Musical Carlos Gomes podem voltar a frequentar, ensaiar e vivenciar sua sede, um espaço de menos de 240 metros quadrados, mas de incontáveis histórias, que foi integralmente restaurado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia do Ministério do Turismo.

Parte do conjunto protegido pelo Iphan em Laguna como Patrimônio Cultural Brasileiro, a casa tem uma grande importância no imaginário da cidade, por sua relevante função social. No entanto, a edificação estava em estado precário de conservação, com problemas gerados pela ação do tempo, agentes biológicos e infiltrações. Foram utilizados R$ 760 mil em recursos para sanar esses danos, restabelecendo as características e condições estruturais do prédio, mas também implementando condições de acessibilidade e conforto acústico, adequados a seu uso para a formação musical, entretenimento e continuidade da cultura lagunense.

No dia 10 de junho, representando a direção da Sociedade Musical Carlos Gomes, o maestro Deroci de Oliveira recebeu da chefe do Escritório Técnico do Iphan em Laguna, Ana Paula Cittadin, as chaves do prédio, para que agora a banda possa gradualmente reocupar o espaço, com a aquisição e reimplantação do mobiliário no local e a retomada dos ensaios.

A história de vida do maestro, de 76 anos, se confunde com a da banda, já que o ofício na música foi repassado de geração para geração, desde seu avô, maestro vindo da Itália. Já na década de 1950, ainda criança, Deroci acompanhava o pai na arrecadação de donativos para as obras, que eram conduzidas pelos próprios músicos, no edifício onde até hoje funciona a sede da Carlos Gomes.

No entanto, com o passar do tempo, o espaço foi se deteriorando e a Sociedade chegou a perder parte do acervo dos anos de 1938 a 1940, em uma forte chuva que prejudicou a edificação. “Agora, o Iphan nos deu essa felicidade de hoje estarmos dentro de uma sede bonita e aconchegante”, celebra o maestro, que faz planos para retomar as atividades da banda após a pandemia do novo coronavírus. “Vamos retomar os ensaios e fazer atividades nas escolas para despertar o interesse das crianças pela música”, relata.

Sociedade Musical Carlos Gomes

Fundada em abril de 1882, a Sociedade Musical Carlos Gomes é uma das bandas centenárias da cidade de Laguna (SC) e uma das mais antigas do Brasil ainda em atividade. Sua criação remonta à campanha abolicionista no país, quando a banda musical surgiu com o nome de Sociedade Musical Santa Cecília – a padroeira dos músicos. Anos mais tarde, foi denominada 13 de Maio, e só em 1896 passou a levar o nome atual, em uma homenagem a um dos mais destacados compositores brasileiros.

Desde então, a banda desenvolve suas atividades, não só com a realização de eventos comunitários e apresentações musicais, como o já tradicional concerto natalino, mas também na formação de novas gerações de músicos e na promoção da cultura local. Atualmente, 48 músicos compõem a Sociedade Musical Carlos Gomes, sendo parte deles de jovens aprendizes.

A recuperação da sede da banda centenária é parte das ações do Iphan em Laguna, que já ultrapassam R$ 22,5 milhões em investimentos. Além de cinco obras que estão atualmente em execução, nos últimos anos, a cidade recebeu a conclusão de outras importantes restaurações: da Casa Candemil, sede do Arquivo Público Municipal; da Casa de Anita Garibaldi; e do Mercado Público Municipal, em parceria entre o Iphan, a Prefeitura e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Flor
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

destaques

To Top